Islândia – Nadando entre dois continentes, Silfra

Click here to reay this post in English
  • Valor da atraçao: 141.51 EUR //16.900 ISK (4rd April 2017)
  • Website: http://scuba.is/snorkeling-tours/snorkeling-in-silfra/ 
  • Como chegar no local : a empresa busca em Reykjavík
  • Atração escolhida: Snorkeling no Silfra (tem mais opçoões – incluindo mergulho)
  • Duraçao: 5-6 hours – guided
  • Não é necessário ter certificado
  • Todo equipamento inclusi
  • Fotos e vídeos são permitidos 😀
  • Chocolate e biscoitos depois do tour

O que faz a experiência única

Continuar lendo “Islândia – Nadando entre dois continentes, Silfra”

Islândia – Dentro de uma caverna de lava vulcânica

  • Valor da atração: 54.30 EUR //6.500 ISK // 184 reais (29.03.2017)
  • Estacionamento:  Gratuíto 
  • Website: http://www.thecave.is/
  • Pacote: Cave explorer  (mais opções no site)
  • Duração da aventura: 1,5 horas – guiados
  • Fotos e vídeos permitidos 😀

Continuar lendo “Islândia – Dentro de uma caverna de lava vulcânica”

Islândia – Bem vindo ao inferno: Krafla, Viti e Hverir

Click here to read this post in English

Valor da atração: Gratuito

Imaginar momentos é algo que eu sempre faço quando viajo. Eu gosto de imaginar o local em diferentes momentos. É louco pensar que o memso lugar que eu estava posando tranquilamente para fotografias já foi coberto de fogo e lava. Muito provavelmente pessoas estavam em pânico em diversos momentos e tentando salvar suas vidas. Nós temos muita sorte de viver em um tempo em que nós podemos prever a maioria das situações que antes causavam muita morte e dor. Então eu convido você a fazer o mesmo nos lugares que vc visitar a partir de agora. Pense em como foi antes e você vai ver que isso mudará sua forma de ver o local. Continuar lendo “Islândia – Bem vindo ao inferno: Krafla, Viti e Hverir”

Islândia – A praia de areia preta

Click here to read this post in English

Nós tivemos tanta sorte nesta viagem que onde não importava muito se estivesse chovendo estava chovendo – a cachoeira, por exemplo, ficaríamos molhados de qualquer forma – e onde precisavamos de sol, estava sol. Quando nós chegamos em Reynisfjara o dia estava lindíssimo. O sol estava lindo e a luz solar deixa tudo mais bonito.

reynisfjara _logo.jpg

O lugar é muito bonito e as ondas são imprevisível – algumas são fracas e não chegam nem perto de onde você esta, algumas outras vezes é tão forte que tívemos que correr para não ficar molhada mas algumas pessoas não foram rápidas suficientes – consegue até registrar uma no vídeo – mas teve um homem que molhou até o joelho, coitado… estava tão frio.

 

A areia da praia não é muito fina e nem pegajosa – na verdade até quando cheguei perto do mar a areia era na verdade pedrinhas pequenas, lisas e negras. Quanto mais distante do mar maiores eram as pedras. Eu peguei algumas para decorar meu apartamento – Ficou lindo em um vaso de vidro.

Uma coisa me chamou bastante atenção – e eu fiquei admirando – foi o contraste da areia negra, do laranja do sol refletido no oceano e a espuma do mar que era incrivelmente branca Uma vista de tirar o folego.

reynisfjara_logo3reynisfjara_logo4

Eu nunca visitei a Irlanda do Norte as eu conheço muitos amigos que já foram e já vi muitas fotos. Quando eu cheguei em Reynisfjara vi um local muito parecido com o Giant causeway.  É incrivel ver o que a natureza pode fazer. Olhem os cortes nessas pedras, reparem na precisão. Realmente incrivel.

reynisfjara_logo5reynisfjara_logo6

Até a próxima

Especial de natal: Pastel de Nata, Lisbon, Portugal

Outros fatos interessantes sobre essa deliciosa sobremesa:

  • O Monastério de Jeronimos usava uma grande quantidade de clara de ovos para engomar roupas, filtar vinho, cola e etc. O resto das gemas de ovos eram usadas pelas freiras para fins culinários como bolos e doces. (Ótimo trabalho, freiras)

  • Muitos doces de Portugal são feitos basicamente só de ovos: Ovos moles (Aveiro), Brisa de Liz, torta de azeitão etc.
  • Os pastéis de Belém foram mencionados pelo The Guardian como o 15° melhor doce do mundo ( eu colocaria mais em cima na lista)

Eu sou super fã de Pastel de nata ou de Belém (como lá e nos outros lugares também). Sempre que venho para Portugal me acabo nos doces daqui. Culinária incrivel, pessoas simpáticas, clima ameno, sol. Como não amar Portugal?

Islândia – Aurora Boreal, dicas para ver e tirar fotos

Click here to read this post in English.

Valor da atração: ter sorte e não congelar à noite esperando pelas luzes (Vale a pena!)

Dicas principais

Existe um site oficial para a previsão de Aurora, é o Icelandic Met Office. Aqui vai uma explicação rápida de como ler e entender o site:

  • As partes brancas do mapa são  as áreas onde o céu está aberto/limpo. Isso quer dizer que a possibilidade de ver as luzes são maiores. As áreas verde escuras, por sua vez, está encoberto.
  • Na parte de baixo do site você encontra a previsão do dia atual +2 e alguns horários. O mapa muda de acordo com a sua seleção do dia.
  • A previsão da aurora se encontra no lado direito do site. A intensidade varia entre 0 e 9.
  • Tente não ficar em cidades grandes. A luminosidade da cidade refletem no céu e faz com que as luzes da Aurora fiquem mais claras ou até impossível de ver. Nós ficamos em Borgarhöfn (acomodação: Lækjarhus Farm Holidays) e Myvatn Lake (acomodaçao: Vogafjós Guesthouse). Ambos excelentes para essa finalidade.

forecast1

Dicas principais pra tirar fotos da aurora:

Continuar lendo “Islândia – Aurora Boreal, dicas para ver e tirar fotos”

Islândia – A terra está viva! Com vocês os vulcões: Eyjafjallajökull e Laki.

Post in English

Lembra das notícias sobre a erupção de um vulcão que interrompeu o tráfego aéreo por vários dias afetando 10 milhões de passageiros? Foi comentado por vários e vários dias. Explosões de vulcão são sempre intensas, pois não conseguimos controlá-los. Essa explosão foi intensa, mas vulcões Islandeses afetando o mundo não são notícias novas.
Infelizmente, eu só fiquei sabendo sobre o vulcão Laki depois que retornei da viagem, mas eis aqui uma história que talvez faça você incluí-lo no seu roteiro – eu incluíria:

O Vulcão Laki e como sua erupção mudou a história da Europa

Em 1783-84 a erupção do vulcão Laki na Islândia resultou em muitas mudanças no curso da história. É considerado até hoje um dos grandes desastres naturais da história européia. A erupção foi tão intensa que durou 8 meses!

A lava chegou à temperatura de 1.000⁰C matando várias pessoas. Junto com a lava, o vulcão libera fumaças tóxicas, contamina o solo – prejudicando a agricultura e a pecuária, causa chuvas ácidas, bloqueia os rios – e quando a lava entra em contato com a água ela seca e cria uma barreira natural– consequentemente gera enchentes e polui águas.

A erupção do Laki não afetou apenas a Islândia. Devido a uma condição climática incomum naquele ano, os ventos estavam soprando da Islândia para a Europa carregando as cinzas e os gases tóxicos para continente Europeu. Alguns relatórios dizem que chegou até Baghdad! E causou uma mudança enorme nas estações do ano. Foi um verão extremamente quente e o inverno mais frio em 250 anos. Alguns chegaram a pensar que era o dia do Julgamento final.

Se a mais recente explosão já foi um desastres nos dias atuais, com toda tecnologia que temos hoje, imagine isso em 1784! Eis o relalato de Jon Steingrimsoon, pastor Luterano, sobre a explosão.

“Grandes pedaços foram lançados de forma indescritivelmente alta no ar para trás e para frente com muito fogo, bicos de areia e fumaça. Quão terrível eu era olhar para a manifestação da ira de Deus”

Depois desses dias de horror a fome chegou na Islândia. E foi tão severo que os Islandeses tiveram que comer o couro dos livros para sobreviver (nesta época os livros eram feitos de couro).

Na Europa, o vulcão também causou muitos estragos, foi uma das causas de muitas enchentes e de miséria da época. Como você deve saber, a pobreza e fome foram as razões para a revolução francesa de 1789. Essa revolução foi responsável pela ascensão de Napoleão, a queda de muitas monarquias e a mudança do sistema político de muitos países. E já que o rei de Portugal saiu de fininho de Lisboa para Brasil fugindo da invasão das tropas napolêonicas, talvez podemos dizer que um vulcão na Islândia ajudou na independência do nosso país… E você achando que o mundo era globalizado por causa da internet!
Quer saber mais dobre o vulcão Laki? Assista esses documentários da BBC: Part1, Part2, Part3, Part4, Part5